• Todas as comunidades
    • Todas as comunidades
    • Fóruns
    • Idéias
    • Blogs
Avançado

Kudos1 Stats

PC ou Mac: Qual é mais resistente às ameaças cibernéticas?

Os criminosos cibernéticos não são vândalos comuns de rua. Os praticantes de crimes online são pessoas educadas, com experiência em tecnologia e sofisticadas que não se importam se você prefere PC ao Mac ou vice-versa. Tem acontecido um grande debate na área de tecnologia relacionado à segurança de uma máquina em relação à outra. Os PCs são mais suscetíveis aos ataques cibernéticos? Um Macbook é realmente menos vulnerável às ameaças online? O debate começa a ser travado.

Por muito tempo, os usuários de Mac desfrutaram de um período de tranquilidade: eles se sentiam imunes às ameaças, apenas para perceber anos mais tarde que o hacker sofisticado finalmente evoluiria para essa plataforma. Nesse momento, era um jogo de números. Os PCs eram mais populares, com o número de sistemas operacionais Windows que se conectavam à Web bem superior em comparação com o de sistemas operacionais Macintosh ou Linux. O resultado foi uma grande quantidade de ataques direcionados a usuários de PCs e ao sistema operacional Windows. Contudo, os tempos estão mudando. A participação no mercado dos Mac OS Xs agora é de oito por cento, quase o dobro do que era sete anos atrás, e o resultado é que os criminosos cibernéticos estão levando isso em conta e voltando suas atenções para a Apple.

O cenário digital de hoje tem um mix de usuários em vários dispositivos que dão suporte a mais softwares como nunca se viu antes. E, infelizmente, não estamos mais seguros hoje do que estávamos há dez anos. 

Onde estão os riscos?

O Windows Vista e o Windows 7 ainda são alvo de ameaças de malware, com mais frequência do que qualquer outro sistema operacional. Contudo, a estimativa é que os malwares destinados ao Mac aumentem conforme o iOS vai ganhando cada vez mais mercado (É um jogo de números, lembra?). Temos observado um número cada vez maior de ameaças para Macs nos últimos dois anos. Embora os números ainda sejam relativamente baixos em relação aos computadores Windows, eles ainda são distorcidos, já que o Windows conseguiu a maior parte da participação no mercado, 91 por cento. Os invasores perceberam que os usuários da Apple são tão lucrativos quanto os usuários do Windows, se não mais.

PCs e Macs oferecem uma máquina que pode ser acessada com muita facilidade. O problema não está muito relacionado à plataforma: ele diz respeito aos usuários que não tomam as precauções necessárias para proteger suas máquinas e os sistemas operacionais.

Muitas pessoas presumem que o Windows e o iOS vêm equipados para lidar com downloads aleatórios da Internet e não têm nenhum problema na execução de softwares com alto potencial de problemas. Esse não é o caso. Independentemente da máquina, a maioria dos usuários baixará de boa vontade um plug-in de um navegador perigoso para obter acesso a algo trivial online. Quando isso acontecer, não será mais uma questão de segurança da máquina (pelo menos, não quando é o usuário que abre as comportas).

Segurança do navegador

Um dos maiores problemas enfrentados por usuários de Mac e PC envolve a segurança do navegador. O Internet Explorer e o Safari se mostraram problemáticos nesse sentido. A vulnerabilidade do navegador vem por três canais: o próprio navegador, complementos e plug-ins, às vezes chamados de extensão.

Complementos ou plug-ins gratuitos de navegador podem permitir que os navegadores reproduzam vídeos, músicas ou jogos usando Java. Infelizmente, nem todos os plug-ins e complementos são seguros, e alguns podem conter malwares ou vírus. Os resultados da instalação de plug-ins ou complementos invasores podem incluir roubo de identidade, perda de dados e perdas financeiras.

Como reduzir seu risco

  • A primeira coisa que um usuário pode fazer para reduzir seu risco de ataques cibernéticos, independentemente do sistema operacional, é instalar um pacote de softwares de Segurança da Internet, como Norton Security (para Mac e PC), na máquina. Até mesmo os Macs podem usar a proteção adicional atualmente.
  • Considere o uso de um firewall baseado em host para assegurar que suas atividades online sejam criptografadas e não sejam vistas por praticantes de crimes online. Além disso, você deverá sempre ter cuidado com plug-ins e complementos de navegador. Não clique em pop-ups ou avisos de vírus; várias dessas janelas são scams e usam "táticas de pânico" para enganar os usuários e levar a pensar que você já contraiu um vírus. Quando clica no link que diz para você baixar o software para "curar" o vírus, você está abrindo a porta para um ataque cibernético.
  • Em caso de dúvida, feche-a.
  • Você teria muita dificuldade para convencer um usuário de Mac ávido a mudar para um PC e vice-versa. Felizmente, existem soluções para os dois tipos de máquinas e sistemas operacionais.

Se puder controlar seu comportamento social online para rejeitar avisos falsos online e abster-se de baixar softwares ilegítimos, você se sairá bem contras as ameaças cibernéticas no computador escolhido.